A Congregação dos Religiosos de Nossa Senhora de Sion tem como objetivo: seguir Jesus Cristo como Verbo de Deus feito homem no povo judeu para a salvação do mundo, revelar a Igreja e  ao mundo o amor de Deus pelo seu  povo de Israel, escutar e transmitir a palavra de Deus iluminada pela tradição de Israel e promover o dialogo entre  cristãos e judeus.

Esse trabalho é realizado de acordo com a orientação da Igreja  divulgada por meio de vários documentos eclesiais, mas, sobretudo, no documento conciliar Nostra Aetate nº 4, em que consta:   “Sendo pois tão grande patrimônio comum aos Cristãos e Judeus, este sacrossanto Concílio quer fomentar a ambas as partes mútuo conhecimento e apreço. Poderá ele ser obtido principalmente pelos estudos bíblico e teológicos e ainda por diálogo fraterno.

Para  viver  plenamente  seu  carisma,  a  Congregação  dos  Religiosos  de  Nossa Senhora de Sion criou, em 2006, o Centro Cristão de Estudos Judaicos, que tem como finalidade  precípua  fornecer  e  executar,  especialmente  para  os  cristãos,  programas  de ensino e pesquisa, direcionados ao conhecimento e ao estudo da tradição religiosa de Israel, a partir de suas fontes  (oração, comentários das Escrituras, midrash, Mishiná, talmud, história de Israel etc). Com isso, a Congregação busca favorecer a aproximação, o dialogo e o apreço mútuo entre a Igreja e a Sinagoga.

Todo o nosso trabalho é feito de acordo com a Igreja e em função da Igreja, pois os cristãos, sendo conhecedores de suas raízes, terão a possibilidade de se tornarem mais cônscio de sua fé e, como conseqüência, poderão retirar de sua mente o preconceito contra os judeus. Com isso, a possibilidade de um diálogo inter-religioso se tornará mais real. Nossa missão na Igreja é revelar o que nós temos em comum com o judaísmo e, por conta disso, ajudarmos nas pesquisas teológicas e no diálogo com os irmãos mais velhos a quem Deus falou por primeiro.

Nós, da Congregação dos Religiosos de Nossa Senhora de Sion, a partir de nossa própria experiência de estudos e oração, acreditamos que não se pode compreender o Novo Testamento sem antes passar pelas Escrituras ( Antigo Testamento ) e pela a tradição de Israel.

O Judaísmo desenvolveu, muito antes dos cristãos, uma tradição exegética, jurídica, espiritual, litúrgica e mística. Quando um cristão mergulha nessa literatura ele descobre ao mesmo tempo um mundo estranho e familiar. Estranho por causa de um método de argumentação que não    é próprio do  cristianismo. Familiar porque esta literatura está repleta de expressões que se encontram  também no Novo Testamento.  Expressões  como: “A cada dia sua pena, o servo não é maior que o seu senhor, O homem não foi feito para o Sábado mas sábado para o homem, com a medida com que medirdes tu serás medido” não são propriedades do Novo Testamento, elas fazem parte da literatura judaica.  Quando são utilizadas em texto no Novo Testamento elas carregam nelas mesmas todo o contexto do universo religioso judaico sem o qual você não pode compreender a passagem.

Nós, os cristãos, não inventamos a Bíblia, ela nos foi transmitida pelo povo de Israel e juntamente com ela nos foi dada uma maneira de interpretar. Não é possível passar do Novo Testamento ao Antigo Testamento sem levar em consideração essa tradição de leitura que é a mesma dos autores do Novo Testamento.

Para  a Congregação de Sion, a Igreja não pode se compreender a si mesma sem essa relação com o povo de Israel, pois, ela se inscreve na continuidade de um povo de Deus nascido da Aliança com Abraão e esse povo existe até hoje. A Relação com o povo judeu está ligada a própria identidade cristã como um componente essencial de seu ser, sem essa relação, o cristão não pode se compreender.

O  Objetivo  do  Centro  Cristão  de  Estudos  judaicos  é  enfatizar  na  Igreja  a importância dessa tradição judaica para os cristãos, lhes possibilitando   o acesso a essa literatura através de cursos, palestras, celebrações e diálogo. Acreditamos que com esse aparato o cristão compreenderá melhor a palavra Deus e com certeza se reconhecerá melhor como um autentico cristão.

 

Prof. Ms. Pe. Manoel Ferreira de Miranda Neto, nds

(Diretor acadêmico)








IR PARA O TOUR FOTOGRÁFICO